Autoridades estiveram pela manhã desta quarta-feira (17) no 25º BPM em Umuarama para prestigiarem a tradicional solenidade em homenagem ao Patrono da corporação, Coronel Joaquim Antônio de Moraes Sarmento.

O Coronel Joaquim Antônio de Moraes Sarmento foi reconhecido patrono da Polícia Militar do Paraná por ter dedicado sua vida à corporação e pela luta na “Campanha do Contestado”, em 1912, na qual teve o olho ferido.
Nasceu no dia 17 de maio de 1882 e ingressou na Polícia Militar em 1907. Participou de todas as operações revolucionárias travadas pela corporação entre 1912 e 1926, comandando a tropa paranaense na “Revolução de 1924”.  Sarmento foi para a reserva em 1926, sendo chamado à ativa em 1929 pelo período de um ano, sendo definitivamente reformado em 1930. O coronel faleceu no dia 21 de Abril de 1934, dia de Tiradentes, patrono das polícias do Brasil.

Durante a solenidade em Umuarama, Major Capelli falou da importância de valorizar a Polícia Militar e lembrou que a corporação tem uma história na construção do Estado e o patrono  participou de vários combates na defesa  do Paraná onde acabou perdendo a vida em prol da sociedade. “ É o que muitos policiais militares fazem hoje. Estamos aí na luta diária contra o crime, contra as contravenções, contra as coisas que podem prejudicar a sociedade e muitos de nossos policiais acabam doando a vida pela sociedade”, enfatizou Capelli. Ele disse que é preciso venerar o Coronel Sarmento e manter a história da Polícia Militar sempre presente  na realidade para que possam prestar um bom serviço na comunidade.

Aumento de crimes e resposta rápida da Polícia

Capelli ressaltou também que embora o número de crimes esteja crescente em todo estado, em todo país, talvez por uma questão de cultura, de educação, muitas vezes pela sensação de impunidade  tudo isso faz com que a onde de crimes cresça

“Nós também enfrentamos isso diariamente, mas graças à Deus o excelente trabalho prestado pela PM de Umuarama, nós acompanhamos isso diariamente, então nosso policial trabalha com afinco, com dedicação para evitar muitos crimes e até mesmo dando uma resposta imediata à sociedade. Você ter uma pessoa que estava praticando o roubo e ser presa em flagrante, pra nós é muito gratificante porque é a resposta imediata que o cidadão precisa”, finalizou o Major Capelli.

Os Policiais Militares fizeram uma apresentação no pátio do Batalhão e cantaram o Hino Nacional Brasileiro.

 

Luiza Lima

Fotos: Luiza Lima