Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Umuarama

                                <br />
Plano de Mobilidade Urbana deve ser implantado até o final de 2018


Plano de Mobilidade Urbana deve ser implantado até o final de 2018

Por meio da Diretoria de Trânsito de Umuarama (Umutrans), a Prefeitura inicia nas próximas semanas os estudos para elaboração do Plano de Mobilidade Urbana, em cumprimento à lei federal 12.587/2012 – que determina o estudo e fixa prazo de implantação até o final de 2018, para cidades com mais de 20 mil habitantes. A diretora da Umutrans, Dianês Piffer, explica que o plano vai traçar um “raio-X” da situação das ruas e avenidas e da cidade, com atenção para ciclovias, calçadas, rotas de veículos pesados, transporte coletivo urbano, vias rápidas e outros fatores que influenciam no fluxo da mobilidade. “O plano também é uma exigência do governo para que os municípios tenham acesso a recursos que serão investidos em melhorias no trânsito, sinalização, segurança e infraestrutura”, afirmou. A Prefeitura abriu processo licitatório para contratar empresa especializada, que deve iniciar os estudos ainda em fevereiro, com prazo máximo de 10 meses para conclusão. “O levantamento da situação e das adequações necessárias será a base para a elaboração do plano, que depois será encaminhado para análise e votação na Câmara de Vereadores”, informou Dianês. “Com o Plano de Mobilidade implantado e as demandas definidas, o município poderá pleitear recursos da União, via Ministério das Cidades, para realizar as obras necessárias”, acrescentou. Em maio de 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou a Década de Ação pela Segurança no Trânsito, um esforço internacional que teve a adesão de vários países – incluindo o Brasil – para mobilizar órgãos de trânsito a fim de implantar ações inovadoras para reduzir o índice de vítimas dos veículos nas estradas e perímetros urbanos. “Governos de todo o mundo se comprometem a tomar medidas para prevenir acidentes. O trânsito mata cerca de 1,3 milhão de pessoas por ano – é a nona causa de mortes em todo o mundo”, informou a diretora. Em Umuarama, as ações definidas foram a implantação de radares para controle da velocidade e fiscalização de cruzamentos, e a implantação do Plano de Mobilidade – que pode incluir a construção de ciclovias, adequações de sentido, mudança na velocidade máxima permitida, correções de fluxo e adequações estruturais visando aumentar a segurança para todos os personagens envolvidos no trânsito. “Importantes mudanças devem resultar desse estudo, para tornar o tráfego de veículos em Umuarama mais ágil e ao mesmo tempo seguro para todos – motoristas, pedestres, ciclistas e motociclistas”, completou Dianês.
Ponte do Laranjeiras é demolida e reconstrução inicia nos próximos dias

Ponte do Laranjeiras é demolida e reconstrução inicia nos próximos dias

A Prefeitura de Umuarama inicia nos próximos dias, por meio de uma empresa contratada em regime emergencial, a construção de uma nova ponte sobre o córrego Pinhalzinho, na ligação entre as ruas José Balan (no Parque Laranjeiras) e Rua das Azaleias. Com problemas estruturais, a ponte começou a ser demolida nesta segunda-feira, 15. Ela estava interditada desde novembro do ano passado e na chuva da última sexta-feira, 12, praticamente desmoronou. Por conta disso, a travessia está interrompida. A opção de passagem segura mais próxima é a ponte do Parque Laranjeiras, que fica a cerca de 500 metros, e o município está empenhado na conclusão da ponte do Jardim Espanha (350 metros abaixo), que está dentro do cronograma e vai oferecer mais uma opção de ligação aos moradores e comunidade em geral. Com equipamento próprio, a Prefeitura iniciou a demolição e desobstrução do córrego para passagem das águas pluviais. “Temos que liberar a calha do Pinhalzinho para não represar a água, em caso de mais uma chuva forte. Em seguida a empresa iniciará as fundações e no prazo estimado de 60 dias ou um pouco mais a nova estrutura será levantada. A ponte terá porte semelhante ao da construída no Petrópolis”, explicou o secretário municipal de Obras, Planejamento Urbano e Projetos Técnicos, Isamu Oshima, que visitou o local no final da tarde. Em entrevista na manhã desta segunda, o prefeito Celso Pozzobom afirmou que a construção dessa travessia é prioridade, bem como a recuperação da tubulação danificada na Avenida Parigot de Souza, que resultou na interdição parcial da via. “São locais de tráfego intenso, importantes para a mobilidade da população. A demolição da ponte já começou e nos próximos dias trabalharemos em todos os locais atingidos pelas chuvas”, explicou. “Enquanto isso, a população pode fazer a travessia pelo Jardim Petrópolis, com a ponte em perfeitas condições, bem estruturada e sinalizada, com espaço seguro para pedestres e ciclistas”, reforçou. A ponte do Parque Laranjeiras será construída com recursos próprios e, de acordo com o secretário Isamu Oshima, está orçada em R$ 480 mil.