Vinte e três dos 27 mandados de prisão foram cumpridos na Operação GPS III, realizada ontem, quinta-feira (29).

As ações foram realizadas em Curitiba e Região Metropolitana e litoral do Estado, Londrina, Ponta Grossa, Enéas Marques, Itapejara do Oeste e Alto Paraíso.

Segundo o delegado Rodrigo Brown de Oliveira, do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), as pessoas presas descumpriram regras impostas para o monitoramento por tornozeleira eletrônica, após progressão do regime.

É usada uma tomada como de carregador de celular, com dois metros de comprimento, e não há desculpa para manter o dispositivo descarregado.

Além desta infração, parte dos presos participou de crimes, mesmo utilizando a tornozeleira. “Estas infrações são repassadas para a Justiça, que faz uma avaliação”, explica Oliveira.

A maior parte dos presos praticou inicialmente os crimes de furto e roubo, mas há casos de crimes mais graves, como sequestro.

A unidade tem a participação de policiais militares, policiais civis e agentes penitenciários. Atualmente, são monitoradas 5,3 mil pessoas.