Não podiam acreditar que era o próprio Papa Francisco. Emocionados e em estado de choque ficaram alguns médicos e enfermeiros voluntários que atendem nestes dias pobres e sem-tetos em um pequeno hospital improvisado ao lado da Praça de São Pedro por ocasião do Dia Mundial dos Pobres que será celebrado no próximo domingo.

O Dia Mundial dos Pobres foi organizado com a colaboração do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, que também é responsável pelo pequeno hospital de campanha, onde o Papa fez uma visita surpresa.

Os necessitados que desejarem podem ir ao local realizar exames de sangue ou ter uma consulta com médicos especialistas, ginecologistas, dermatologistas ou cardiologistas. Depois da consulta, caso precisem, oferecerão a cada um deles continuar o seu tratamento.

Francisco deixou o Vaticano e chegou ao hospital no seu carro Fiat. Ele desceu e saudou o sorridente os pobres que estavam no local naquele momento, assim como os médicos, especialistas, enfermeiros e voluntários que atendem no local durante algumas horas.