vereador de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, Luiz Queiroga (DEM) foi condenado à perda do cargo e pagamento de multa, além de ter os direitos políticos suspensos por ato de improbidade administrativa.

De acordo com o Ministério Público (MP-PR), ele usou policiais militares para distribuir panfletos de promoção pessoal. Cabe recurso à decisão do juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública, Rogério de Vidal Cunha.

Queiroga, que já foi preso, está afastado das funções por conta de investigações da Operação Pecúlio, que apura um suposto esquema de corrupção envolvendo a Prefeitura e a Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu.

O parlamentar disse que na época solicitou apoio da Polícia Militar para fazer a segurança no trânsito enquanto sua equipe fizesse a distribuição dos panfletos. Ele adiantou ainda que na tarde desta quinta (11) deve se reunir com seus advogados para recorrer da sentença junto ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

 

G1